segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Um pouco da nossa última semana...

Oi gente, eu sou a Mariana, intercambista de BH!

Estou cursando a grade 9 aqui em Londres, mas no Brasil estou no 1º ano do ensino médio.

Bom, infelizmente hoje terminamos nosso tempo nesse lugar cheio de experiências. Então contarei um pouco para vocês como foi essa última semana

Sexta feira passada, eu e as meninas fomos para um musical da escola, a peça era do famoso filme adolescente chamado Hairspray. Foi incrível como as meninas se esforçaram para essa peça e o quão bom ficou, elas dançaram, cantaram e atuaram muito bem. Ficamos muito orgulhosas delas.

Para deixar o musical ainda melhor, nosso professor de artes, Mr.Robertson, resolveu ser a mãe da protagonista. Acho que nunca ri tanto. Quem não gostaria de ter um professor como ele?

A professora de música, de teatro e de dança também tiveram sua parte. A professora de música preparou as meninas para cantar e também foi a maestra da banda q tocava as músicas. A professora de dança criou as coreografias e a professora de teatro preparou a peça.

Já no sábado, fomos para Londres onde fomos para o Mercado Borough Markert , onde vimos várias comidas diferentes, vários temperos e nos divertimos muito .

Depois fomos na Tower Bridge, lugar tão maravilhoso que parece que você está em um filme. Então se você for para Londres algum dia você tem que passar por essa ponte que é bem perto do mercado.

Após a Tower Bridge, fomos em uma rua chamada Canden Town, muito alternativa, que uma moça que trabalha na escola nos indicou. Foi muito legal porque a rua é muito diferente de tudo, ela é toda colorida e vende cada coisa muito diferente.

Domingo, fomos com a escola para a China Town onde vimos muitas coisas diferentes, vimos um “show” (chineses dançando, tocando instrumentos e cantando). Após a China Town fomos no Piccadilly Circus, que é uma rua com várias lojas (Times Square de Londres). Entramos no m&m´s world e nos divertimos muito com as meninas da escola.

Segunda tivemos um dia normal de aula. Mas terça, eu e Isadhora pedimos a escola para ir para Cambridge para conhecer a faculdade. Como a universidade é quase três horas da escola, estávamos inseguras de irmos sozinhas, e vendo isso Ms. Salvador (funcionária da escola) se ofereceu para nos levar em seu dia de folga. Foi incrível ver como tudo é grande e bonito. A arquitetura parece medieval e é linda. Valeu muito a pena. Na volta ainda nos deparamos com a plataforma 9 3/4 (nove três quartos), plataforma do filme Harry Potter. Foi muito bom.


Quarta, minha advisor pediu para o chef fazer um almoço especial para minha turma como forma de despedida. Comemos pizza e uma sobremesa maravilhosa de morango.

Como fomos para Cambridge na terça, não conseguimos ir para Kingston para comprar algumas coisas para nossa família e até mesmo para a gente. Então pedimos para a escola para irmos para Kingston na quarta (só somos permitidas sair finais de semana, sexta e terça). Felizmente a escola abriu essa exceção e conseguimos comprar o que precisávamos.

Na quinta, tivemos aula normal e tivemos uma missa. Eu li o texto de boas-vindas. Foi uma missa muito bonita para a grade 9. Cada turma tem duas missas por ano. Quinta também recebemos uma carta da diretora agradecendo pela nossa vinda, com uma folha com um textinho de cada professor falando do nosso desenvolvimento.

Hoje é nosso último dia, se estamos preparadas para deixar tudo para trás? Nem de longe. Foi tão pouco tempo que a gente fico aqui, mas ao mesmo tempo foi muito tempo. Cada momento, cada risada, cada vez que a gente se perdeu, cada vez que eu errei ou acertei nesse lugar marcou a minha vida.  Quando eu cheguei no aeroporto de são Paulo, eu não conhecia ninguém, mas eu sairei daqui com uma família. Aqui, eu cresci, eu evolui, eu fiz coisas que eu nunca acreditaria que eu conseguiria fazer. E eu só tenho o que agradecer por tudo!

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

As meias, a jardineira e os sapatinhos de boneca...

Terceira semana chegou ao fim, nem acredito que passou tão rápido!

          Posso dizer que já estou 100% adaptada a escola e a família, que estão sendo cada dia mais gentis comigo.

          O ponto alto dessa semana foi com certeza na terça-feira, quando fomos em um café da manhã com as diretoras e coordenadoras do colégio. Lá, elas pediram que déssemos sugestões, e então a gente disse que gostaria de ter usado o uniforme. E Plim! Como um passe de mágica, falaram que se era aquilo que a gente queria, poderíamos ter. Fomos a loja e ganhamos as meias, a jardineira e os sapatinhos de boneca. Com certeza fomos as clientes mais felizes de todos os tempos, porque nos impressionávamos com tudo. Era toda hora “Marina, olha os sapatos”, “Luiza, olha as meias”. 😍


          Além de não pararmos de nos olhar no espelho, é claro, tivemos muitas aulas e até alguns exames.

          As aulas de espanhol particulares que temos à tarde são cada dia mais diferentes. Na terça-feira, fomos a sala de artes, e o professor nos ensinou a pintar uma paisagem de por ou nascer do sol. Já na quinta, fizemos um vídeo falando da nossa experiência.

           Uma coisa muito interessante, é que a professores de sociales (história), Lina, nos pediu para preparar uma apresentação sobre o Brasil para que as meninas pudessem conhecer melhor. Estamos fazendo, e acho que vai ser muito interessante apresentar semana que vem.


           Hoje começam os três dias de ONU, uma simulação que várias escolas fazem, e que todos podem participar, de um debate da ONU, em que Nina e eu vamos ser observadoras.

          Não quero que chegue semana que vem, com certeza ainda não quero ir embora, vou sentir muita saudade das pessoas daqui!

Luiza Nicchio de Carvalho e Silva, intercambista do Sagrado de V - 1º série B (Octavo grado C)

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Aprendendo e ensinando coisas novas!

Oi gente,

Aqui é Aline, intercambista do Sagrado de Vitória!

O tempo passou rápido demais e já estamos na penúltima semana... não quero voltar!!
Tem sido uma experiência incrível, na qual a cada dia aprendo e ensino coisas diferentes e novas! O desenvolvimento tanto da língua espanhola, quanto da língua inglesa está melhorando cada vez mais!



Estamos passeando muito e conhecendo vários pontos turísticos de Medellín, como o metro, o Museu de Antioquia e o Pueblo Paisa... Todos são lugares incríveis, onde podemos aprender ainda mais sobre a cultura do local. 


As aulas daqui, apesar de serem diferentes, são completamente didáticas e interativas, nas quais podemos trocar ideias tanto com as alunas quando com os professores!

Por hoje é isso, vejo vocês na próxima quarta-feira!! Até logo... 🙋

Novidades de Bogotá!

Ei gente, aqui é a Marina, intercambista do Sagrado de Vitória. Bom, já estou aqui em Bogotá há duas semanas e está sendo uma experiência incrível!



Na quarta-feira passada tivemos um evento chamado Song and Dance, que é uma apresentação de um projeto de inglês que as meninas fizeram que parece um musical da Broadway!! Tudo muito trabalhado e com muita dedicação das finalistas, eu amei!



Na sexta-feira, eu e Luiza fomos com a escola para o centro de Bogotá, Museo Del Oro, Museo Botero e para a praça Simon Bolívar, onde pudemos experimentar várias comidas típicas Colômbia.
O final de semana foi maravilhoso! Fomos ao Monserrate (que é um ponto muito alto da cidade onde tem uma via sacra linda) e depois passamos o dia fazendo compras!!! No domingo, fomos de trem até a Catedral de Sal e almoçamos em outro restaurante típico.




Até agora, tudo está maravilhoso! Ontem tomamos café da manhã com a diretoria da escola e até ganhamos o uniforme de presente! Espero poder compartilhar mais desse intercâmbio com vocês, até a próxima segunda-feira!! (Ou melhor, ¡Hasta Lunes!)

A melhor experiência da minha vida!

Oi gente,tudo bem? Meu nome é Ana Luísa, e sou intercambista do Sagrado de Brasília. Esse é meu último dia de escrever aqui para o blog, porque já voltaremos para o Brasil na sexta-feira (15/02).

Mal posso acreditar que tudo passou tão rápido. Parece que foi ontem que chegamos aqui em Londres, todas ansiosas por tudo que iria acontecer e com certo receio de como passaríamos nossos dias por aqui. Mas os dias foram passando e nos vimos em um lugar incrível, cheio de pessoas e oportunidades maravilhosas, que ficarão no meu coração para sempre. Lembranças que construímos aqui em grupo, uma sempre dando suporte a outra e aprendendo a lidar com a saudade e desafios que precisamos enfrentar fora de casa. Tudo que vivemos aqui foi muito intenso, desde as pequenas oportunidades de crescimento até as grandes amizades e mudanças que vivenciamos nessa jornada.



Nestes dias que passei por aqui pude perceber o quanto o intercâmbio me ajudou a crescer. Cada saída tornava-se uma oportunidade de aprender a resolver problemas e de prestar atenção em mim e nos demais. Também aprendi a lidar com a saudade de casa e com a ausência da minha família. Senti meu inglês e vocabulário crescerem cada dia mais, e com isso veio a naturalidade em falar outra língua, aprendendo a me adaptar a novas situações, rotinas e regras.

Mas acima de tudo isso, eu aprendi muito mais sobre amizade. Estar com as meninas daqui me mostrou diversas maneiras de ver o mundo, e trouxe oportunidade de conhecer pessoas de diferentes países. Estar em um ambiente de tamanha diversidade fez com que eu me sentisse cada vez mais interessada pela cultura de vários locais, desde como se diz um ”oi” em outra língua até os hábitos e rotinas mais inusitados de cada uma. Além disso, fez com que eu sentisse cada dia mais orgulho do meu país, porque a curiosidade que as meninas daqui tem em saber sobre o Brasil é muito grande, e faz a gente querer compartilhar tudo sobre nós.

Da esquerda para a direita : Júlia Brasil, Ms Mac (Houseparent), Beatriz Faustini e Ana Luísa Santana

Ainda ligado à amizade, pude perceber que o convívio com as outras intercambistas daqui me fez muito bem, muito mais do que eu poderia imaginar. Estar com elas todos os dias fez com que eu me sentisse em casa durante todo o período que passamos aqui, porque elas se tornaram o meu lar. E com certeza tudo o que passamos juntas será o que eu mais sentirei falta. Elas me ensinaram a ser paciente e a estar presente sempre que precisavam. Então, eu gostaria de agradecê-las  e dizer que nada teria sido a mesma coisa se elas não estivessem comigo, sempre estando disponíveis para tudo que eu precisasse. Elas foram fundamentais para que tudo acontecesse de uma forma tão inesquecível.

Além de agradecer às meninas, sinto que preciso agradecer a meus familiares e amigos, que sempre torcem tanto por mim e me ajudaram a superar o medo inicial que eu tinha antes da viagem, que sempre me encorajam e prezam pelo meu melhor, e que foram fundamentais para que tudo isso acontecesse. Quero agradecer principalmente aos meus pais, por todo apoio e carinho que sempre me dão e por tornarem tudo isso possível.

Da esquerda para a direita: Mariana Godoy, Beatriz Faustini, Ms Chou (Houseparent), Júlia Brasil, Palak, Isadora Ferrari e Ana Luisa Santana

Também acho importante agradecer à Rede Sagrado, por nos proporcionar  essa experiência tão encantadora e enriquecedora. Queria agradecer às coordenadoras e professores, que trouxeram a possibilidade de fazer este intercâmbio, de mostraram-se sempre disponíveis para tudo que eu precisasse e torceram por mim até o final, desde o começo do processo seletivo até a volta para casa.

Além disso, quero agradecer a Marymount Internacional School London por ter nos acolhido tão bem, por todo carinho e por tudo que pude aprender aqui. Obrigada por tudo que fizeram por nós, e por tornarem essa experiência possível, de braços abertos para a nossa chegada e estadia. Obrigada aos professores e alunas, que foram tão adoráveis e fizeram deste intercâmbio a melhor experiência da minha vida!

Uma retrospectiva...

Olá, me chamo Júlia Brasil, sou intercambista do Rio de Janeiro, vou para o 2º ano do Ensino Médio em 2019, aqui curso a “grade 10”. Chegamos ao final do intercâmbio, então achei que seria legal se fizesse um tipo de “retrospectiva” e agradecimento.

Quando soube que iria participar desse programa fiquei completamente em choque e muito feliz, mas logo depois o desespero veio. Será que vou me dar bem com as outras intercambistas? Será que as estudantes de Londres vão ser legais? Será que vou me adaptar a rotina delas? Perguntas como essas apareceram na minha cabeça e felizmente não tinha a respostas. Tive que vivenciar isso tudo para poder respondê-las.

E então, o tão esperado dia. Quando cheguei a São Paulo, tive o primeiro contato com as meninas. Começamos a conversar e todo mundo estava muito tímido, mas torcendo para que amizades fossem construídas e que toda aquela situação desse certo. Entramos no avião e conversamos muito até que caímos no sono.



Chegando a Londres percebemos a diferença de clima, afinal, o Brasil é um país bem quente em comparação com a Inglaterra. Estranhamos um pouco o fato das aulas serem em prédios diferentes, algumas alunas terem turmas diferentes para cada disciplina e senti falta de ter uma única turma e da escola ter dois cronogramas semanais, fatos que tempos depois percebemos fazer muito sentido e já estamos adaptadas.

Os professores são sensacionais! Sempre muito atenciosos, dão todo o suporte que as alunas precisam para fazer trabalhos, pesquisas, deveres de casa e avaliações. Quando cheguei, conversaram muito comigo. Queriam saber de onde eu sou, como é a escola no Brasil, como é minha cidade e se tudo era muito diferente da vida de uma estudante do Marymount London.

Conhecemos pessoas aqui que com absoluta certeza não conheceríamos se não fizéssemos parte desse programa. Meninas do Kuait, Singapura, Estados Unidos, Alemanha, Franca, Bélgica, Índia, África do Sul, Espanha, Itália... ajudaram a tornar esse intercâmbio tão magnífico. Fomos à lugares inesquecíveis e fizemos coisas que nunca teríamos oportunidade senão, aqui.
A melhora na pronúncia, vocabulário, a independência criada, a necessidade de ser responsável, estar atenta a coisas como em que ponto de ônibus/metrô/trem descer, qual rua entrar e como planejar seu final de semana são alguns outros exemplos de como o intercâmbio me ajudou.

Chegamos na reta final dessa experiência e o que resta é um sentimento de missão cumprida e de saudade. As memórias ficarão para sempre em nossos corações assim como todos que nos acolheram sem hesitar e com muito carinho.



Estaria mentindo se falasse que está sendo fácil ir para as últimas aulas de certas disciplinas e ter que me despedir dos professores, assim como estaria mentido se falasse que não estou preocupada com o último dia aqui. Ter que me despedir das meninas será muito difícil.

Desta forma, creio que é melhor pensar nos bons momentos e nas experiências que ficarão comigo para sempre!

Gostaria de agradecer, primeiramente, aos meus familiares por permitirem que eu participasse dessa viagem, por todo o apoio e incentivo, aos meus amigos e amigas do Rio de Janeiro que torceram muito por mim no processo seletivo. Não poderia deixar de agradecer também, ao Colégio Sagrado de Maria do Rio de Janeiro por proporcionar esse projeto para os alunos e por confiarem em mim para representar a unidade.

Por último, mas não menos importante, gostaria de agradecer as minhas companheiras de intercâmbio, principalmente à Ana Luísa e Beatriz, minhas companheiras de quarto, que se tornaram minhas amigas em tão pouco tempo e que espero cultivar tal sentimento por muitos anos que virão. Obrigada por terem estado comigo quando o medo de estar em um país diferente com novas pessoas apareceu. Obrigada por todos os momentos de aprendizado e ajuda, nas aulas, no trajeto para algum lugar ou até mesmo em conversas e por fim, obrigada por todas as risadas que fizeram a barriga doer e o rosto cansar de sorrir. Vocês foram muito importantes e ajudaram a tornar esse intercâmbio tão maravilhoso!



Encaro a vida  com mais maturidade e em sinto mais preparada para situações nas quais tenho que agir sem ajuda de meus familiares ou adultos. Saí da minha zona de conforto, deixei de falar minha língua mãe e passei por situações desafiadoras, oportunidades que me deram a possibilidade de ampliar minha visão mundo. Com absoluta certeza recomendo que todos passem por tal experiência.

Até o próximo intercâmbio!

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Aprendendo coisas novas todos os dias!

Oii!

Meu nome é Davi Carneiro, eu estudo no Colégio Sagrado de Ubá e é minha segunda semana aqui em Medellín, e não tenho palavras pra descrever o prazer que está sendo essa experiência.

Minha "host family" me recebeu muito bem, me fizeram sentir como se estivesse em casa e todos são muito felizes e animados, então em casa estamos sempre rindo e conversando.



Penso que minha maior dificuldade durante essa viagem está sendo o espanhol, porque nunca tive uma única aula antes de chegar aqui então tenho dificuldade pra me comunicar em alguns momentos. Apesar disso eu estou lentamente aprendendo e conseguindo entender melhor, ainda que vagarosamente.

A escola Marymount é incrível, muito diferente da realidade que a gente vive no Brasil. As aulas são realizadas numa dinâmica inusual e o aluno tem muito mais liberdade quando comparado às escolas tradicionais. No meu ver, as escolas brasileiras devem se inspirar nesse modelo de escola internacional que incentiva o aluno a ser mais autônomo.



Felizmente, penso que consegui fazer vários amigos aqui, graças ao fato de que todos são muito calorosos e abertos. A grande maioria dos alunos falam inglês com muita facilidade e também entende um pouco de francês.

Está sendo uma experiência muito boa, todos os dias se aprende uma coisa nova e isso está ajudando a mim e aos outros brasileiros a ver ter um crescimento pessoal que vamos levar pro resto da vida.

Vejo vocês no próximo sábado, com novidades do que for acontecendo!

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Sobre a semana: misto de emoções e sentimentos

Olá gente, eu sou a Isadhora Ferrari do Sagrado Coração de Maria, de Ubá e vou cursar o primeiro ano do ensino médio.



Essa semana foi repleta de emoções e o astral do musical hair spray está no ar! Todos muito animados.


Infelizmente nos despedimos de nossa amiga intercambista, mas esperamos que em um futuro próximo possamos nos encontrar novamente para vivermos novas aventuras juntas.

Tivemos vários eventos culturais na escola, como o jantar chinês, e aprenderemos a fazer dumplings esse final de semana com a com uma das houseparents que é chinesa.

Eu e Mariana estamos procurando saber um pouco mais sobre as universidades aqui e os processos de seleção, por isso nessa última semana tentaremos visitar Cambridge ou Oxford e teremos uma reunião com uma conselheira universitária daqui.

Hoje à noite Mariana e eu iremos ao musical e amanhã Bia, Júlia e Ana irão à peça. Nossas expectativas estão altas e estamos muito animadas para ver o resultado da super produção.


Até a próxima!

Minha primeira atualização!

E aí galera,
Eu sou Marcelo Martins de Araújo e estudo no Colégio Sagrado Coração de Maria de Vitória. Participei do processo seletivo para vir fazer o intercâmbio e fui selecionado, proporcionando a chance de estar um mês aqui na Colômbia estudando no colégio Marymount School Medellín.

Essa experiência aqui na Colômbia está sendo muito boa para todos nós intercambistas, nos proporcionando não só a oportunidade de conhecer culturas de outros países como também a de nosso próprio país devido ao fato de haver dois intercambistas da cidade de Ubá-MG. Aqui na escola em Medellín nós temos algumas aulas diferentes tais como tecnologia, francês e economia. No entanto na grade curricular não há aulas como história e geografia, sendo dadas intrinsecamente às outras aulas. As aulas aqui duram cerca de 90 minutos o que parece muito no começo, mas depois acabamos acostumando.


Conviver com as pessoas daqui é algo muito interessante, sempre proporcionando uma experiência diferente, seja com relação a comida, hábitos ou idioma, mesmo estando aqui a quase duas semanas todo dia há algo novo e interessante, seja uma aula, uma nova amizade ou um passeio. As pessoas daqui, tanto a família que me hospeda quanto as alunas do Colégio Marymount são pessoa boas que estão sempre dispostas a nos ajudar no dia a dia, logo que nós intercambistas chegamos no colégio parecia que éramos um grupo de pessoas totalmente diferentes, mas com o passar dos dias fomos nos enturmando e agora não há mais essa diferença tão nítida. 


Nesse período de tempo que estou aqui já visitei duas casas de campo, as quais eles aqui chamam de finca, uma de clima mais quente na qual foram todos os intercambistas e outra de clima mais frio. Durante esses dias separados das pessoas do Brasil já houveram momentos nos quais bateu aquela saudade, seja da família ou dos amigos, mas o fato das pessoas aqui serem bem acolhedoras faz com que esse sentimento seja amenizado, apesar de às vezes faltar o Copzin na sala de aula.

Espero que os dias que restam sejam tão especiais quanto os que já passaram, como vou continuar escrevendo, vou atualizando vocês aí no Brasil, então até a próxima!

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Só mais 8 dias aqui?!

Olá gente!

 Então, hoje foi o tão esperado dia da olimpíada de matemática. Eu e as meninas estávamos muito ansiosas. Acho interessante explicar um pouquinho de como foi a prova, porque, em alguns aspectos, ela se difere da forma que nos é aplicada no Brasil.

O caderno de prova tinha 25 questões. Recebemos uma folha avulsa para cálculos e a folha do gabarito. Tivemos 1 hora para resolver as questões, sendo que, da primeira questão até a décima quinta, era obrigatória a marcação da resposta no gabarito. A partir da décima sexta questão, você só deveria marcar no gabarito se tivesse certeza, pois, se estivesse errada, você perderia de 1 (se a questão for entre a décima quinta e a vigésima) a 2 pontos (se for a questão for da décima primeira até a vigésima quinta).

Agora vem a parte diferente: ao término do tempo nos foi dado 5 minutos para o preenchimento do gabarito, onde precisávamos somente fazer um risco de lápis em cima da letra correspondente a resposta. Esse método de preenchimento tem suas vantagens para o estudante que realiza a prova, porque além de mais prático, não é necessário perder tempo de prova para preencher o gabarito.

Nessa semana, ocorrerá um evento muito esperado por parte de toda a comunidade escolar: o Hairspray. Houve um pequeno incidente em relação a peça, que movimentou ainda mais quem está trabalhando na realização do espetáculo. A aluna, que até então faria um dos papéis principais, ficou muito doente e não conseguiria comparecer. Então, de última hora, tiveram que arrumar uma aluna para substituí-la, o que não foi uma tarefa fácil, já que a personagem tem muitas falas e coreografias ao longo da peça. Felizmente, Freddie aceitou o desafio de atuar na peça e, em 2 dias de ensaio apenas, ela conseguiu aprender todos os passos e gravar todas as falas. Hoje foi o primeiro dia de apresentação. Haverá apresentações amanhã e no sábado. Vamos assistir amanhã. Estamos muito ansiosas!!

Hoje também foi dia de nos despedirmos da Retta, uma intercambista que veio de Washington. Foi muito difícil se despedir dela e saber que logo vamos estar na mesma situação. Além das amigas que fiz aqui, vou ter que me despedir das minhas companheiras do Brasil, que se tornaram amigas que quero levar para a vida toda. A nossa experiência aqui foi tão intensa que parece que as conheço há muito tempo.

Nesse final de semana, pretendemos sair com as meninas, já que, em breve, estaremos de volta. Vamos para uma churrascaria que todo mundo recomenda.



Não posso acreditar que temos só mais 8 dias aqui!! Passou muito rápido!  As amizades que fizemos aqui em conjunto com a experiência são doces memórias que levaremos em nosso coração e para a vida toda.

Beatriz Faustini Baglioli de Loyola - Intercambista de Vitória.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Uma escola diferente...

Oi gente!!

Eu sou Aline Braga de Barros e estudo no Colégio Sagrado Coração de Maria de Vitória. Fui convidada para estudar por um mês na escola Marymount de Medellín, Colômbia. E tem sido uma experiência incrível...

Está sendo uma grande oportunidade para conhecer novas culturas, aprofundar os conhecimentos, praticar línguas, como inglês e espanhol, e conviver com uma família que tem costumes diferentes da sua. Além disso, estamos tendo a chance de aprender uma quarta língua, o francês, que apesar de desafiador, é de extrema importância, junto ao inglês, o espanhol e o português, para comunicar-se mundialmente.


As alunas do Colégio Marymount são muito receptivas e estão sempre dispostas a ajudar a todos.

Além de ser uma escola só para meninas, há inúmeras características que diferenciam esse colégio do do Brasil. Como por exemplo:
- Nós, alunos, que mudamos de sala quando acaba uma aula e vai começar outra.
- A maioria das atividades são realizadas em computadores ou tablets.
- É permitido o uso de telefones celulares até mesmo nas aulas, mas sempre com uma certa moderação!


Nessa primeira semana e meia, já conhecemos alguns pontos turísticos da cidade e experimentamos várias comidas típica, que por sinal, são maravilhosas!
Medellín é uma cidade incrível com muitas árvores e muitos prédios...



Até agora, está sendo uma experiência incrível tanto na escola e quanto com minha “host family”, que tem sido essencial para o meu crescimento pessoal e estudantil.

Galera, até a próxima! Daqui a pouco volto com mais novidades...

O tempo passou rápido por aqui...

Oi gente!

Já estamos nas últimas semanas de intercâmbio em Londres e não conseguimos acreditar o quão rápido o tempo passou por aqui. Tudo valeu muito a pena até agora, e a cada dia vemos novas oportunidades para vivenciar.

Nessas últimas semanas, tenho me sentido muito acolhida, tanto pelas colegas quanto pelos meus professores, vivenciando momentos que terei sempre como boas lembranças. Além disso, o cuidado que as Houseparents (como se fossem auxiliares de disciplina) tem conosco tem sido muito importante e agradável em nosso dia a dia aqui.



Os eventos para as últimas semanas que a escola vem organizando também tem sido bem legais. Por exemplo, nessa quinta, sexta e sábado, as alunas apresentarão uma peça de teatro inspirada no filme “Hairspray”, e toda a escola está se movimentando para ajudar no preparo de tudo, todos muito animados para esse acontecimento. Além disso, nessa semana, a escola está toda decorada em homenagem ao Ano Novo Chinês, mostrando como a diversidade cultural é importante para a instituição. E além da homenagem, o colégio organizou um passeio para as alunas irem à China Town (que fica na Picadilly Circus) neste domingo, a fim de comemorar essa data especial.

Decoração em homenagem ao Ano Novo Chinês

Só temos mais nove dias aqui e sentimos que precisamos aproveitar tudo e aceitar todas as oportunidades para que essa viagem se torne cada vez mais inesquecível!

Ana Luísa Santana - intercambista do Sagrado de Brasília

Fim de semana em Londres...

Olá!

Me chamo Júlia Brasil, sou do Rio de Janeiro e em 2019 cursarei o 2º ano do Ensino Médio.
Esse final de semana foi muito divertido. No sábado saí com a Ana Luísa (intercambista de Brasília), com Beatriz (intercambista de Vitória), Juninah, Dilara e com Moeka (nossas colegas de classe).

Da esquerda para direita: Juninah, Beatriz, Dilara, Moeka e Eu

Fomos para Kingston, onde visitamos algumas lojas de roupa, produtos para artistas e comemos em um restaurante indiano muito aconchegante. Andamos mais um pouco e fomos à Bentalls, shopping com várias lojas para adolescentes. Depois do shopping nos despedimos das meninas e fomos jantar no PizzaHut. Voltamos para a escola, tomamos banho, conversamos com nossos familiares e amigos e fomos dormir.

No domingo resolvemos ir para Londres. Eu, Ana e Beatriz fomos para o British Museum, onde pudemos ver múmias, jóias, esqueletos, esculturas, vasos da Grécia antiga e muitas outras coisas fascinantes. O passeio vale muuuuuuito a pena! Saímos do museu e fomos jantar em um lugar bem descolado que vendia hambúrgueres. A comida estava ótima!



 Voltamos para a escola e nos preparamos para mais uma semana de aulas. Na segunda tive aula de literatura, design, no qual estou fazendo um projeto de casa sustentável, “Personal e Social”, onde debatemos sobre atualidades e Religião, Física. Depois da aula terminar, trabalhei no meu projeto de artes. Estou fazendo uma colagem sobre o carnaval.

Os professores aqui incentivam muito o lado artístico dos alunos com pinturas, colagens, poemas, peças teatrais e apresentações de música. O tempo aqui passa cada vez mais rápido, por mais que falte pouco para voltarmos para o Brasil, o sentimento de que valeu a pena é o que prevalece.

Explorar uma nova cultura é importante!!!

Oi, meu nome é Marina Soneghet Pimenta, aluna do CSCM Vitória, tenho 15 anos e estou no programa da intercâmbio de Bogotá.

Quando recebi a notícia de que iria participar do intercâmbio, fiquei muito animada porque eu iria ficar na cidade onde tem um dos museus de que mais gosto, o Botero. Mas ao longo desses dias aqui na Colômbia, percebi que Bogotá é muito mais do que apenas o museu. A cidade é repleta de história e lugares muito legais (ou, como os colombianos diriam, “chévere”), e pude perceber como explorar uma nova cultura é importante.



A comida, a música, a dança... todos esses elementos são muito diferentes do que estou acostumada, mas não deixei de experimentar tudo o que me disseram que era típico (obleas, ajiaco, arepas, lulo, milo e arequipe, por exemplo).

Uma das maiores dificuldades que encontrei aqui foi me acostumar com a altura, com o frio e com o clima seco, porque a cidade em que moro fica no nível do mar e tem o clima bem quente e úmido, mas em quatro ou cinco dias eu já me acostumei, apesar de ainda precisar de muita água.



A experiência está sendo muito enriquecedora, ainda mais porque estou vivendo uma realidade muito distinta da minha, na qual estudo em um colégio só para meninas e tenho aulas muito diferentes, como as de serviço social, informática e MDT (música, dança ou teatro).

A família que está me hospedando é muito carinhosa. Tenho duas irmãs, mãe, pai e uma cadela chamada Beca, e eles me levaram para vários lugares legais e diferentes do Brasil. Nesses 8 dias que estou nesse país, já conheci o Parque Jaime Duque, o povoado e a lagoa de Guatavita, um mercado de pulgas e alguns restaurantes famosos de Bogotá.





Pude perceber que a qualidade da escola é muito alta, a cidade é dinâmica e tem características muito semelhantes a um país de 1º mundo.

Até agora, estou gostando muito da experiência e espero poder melhorar o meu espanhol e desfrutar de toda a cultura presente aqui!

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Até logo, New York!

Oi gente!

Esse e meu segundo post no blog e faz mais ou menos uma semana e meia desde que eu postei. Nesse meio tempo eu fiz muita coisa!



Semana passada tivemos uma semana normal, porém, sexta feira (25) nós fomos na ONU, que foi uma experiência incrível. Nós andamos pelo prédio, e fomos nas salas de reunião onde líderes do mundo todo se encontram, para discutir sobre problemas mundiais, e lidar com crises. Atualmente a ONU é composta por 193 nações e duas observadoras (Vaticano e Palestina). Enfim foi um passeio ótimo e eu e as outras intercambistas gostamos muito.



No final de semana eu visitei as atracões turísticas de Nova York, como o Empire State, a Estátua da Liberdade, o World Trade Center, e fomos ao musical do Rei Leão na Broadway. Foi um final de semana e tanto. Nessa última semana de aula, como o aniversario de Marymount é nessa sexta (1), a semana foi toda comemorativa e as alunas iam com roupas diferentes em cada dia: segunda foi o dia do pijama, terça o dia dos esportes, quarta foi o dia de roupas tropicais, e ontem quinta as alunas de cada ano iam com uma cor diferente. Nós, do Sophomore Year, classe de ‘21, fomos todas de vermelho. Enfim essa última semana foi incrivel e eu pude fortalecer minha amizade com as outras intercambistas, e com as meninas aqui de Marymount.




Bom, amanhã eu vou embora e honestamente não poderia estar mais grata pelo meu tempo aqui porque, sem dúvida, foi a melhor experiência da minha vida, me amadureceu, me tornou mais independente, e mais importante, ampliou a minha visão de mundo, fato que irá abrir muitas portas pra mim.

Obrigada!

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Primeiros dias em Medellín!

Oi!

Meu nome é Youmna Sassine Moussallem, tenho 16 anos e estudo no Colégio Sagrado Coração de Maria em Vitória no Espírito Santo. Em outubro recebi a notícia de que fui selecionada para participar do processo seletivo do intercâmbio para Medellín, na Colômbia. Logo de início já me animei, pois seria uma experiência inovadora para mim, pois além de aprender outro idioma e cultura também seria a primeira vez que visitaria um país da América do Sul.

Ao contrário do que muitos pensam,  Medellín está crescendo muito durante os últimos anos, estou aqui há quase uma semana e já pude perceber o quão à frente de nós a cidade está.

Cheguei aqui no sábado (26) à noite, minha “host family” já me esperava no aeroporto. Logo de início eles foram muito acolhedores e receptivos, além de me tratarem como um membro da família, o que é muito reconfortante.



Já provei muitas comidas típicas colombianas como as morcillas e arepas. Aqui existe uma fruta que não temos no Brasil, as “granadillas”, são parecidas com maracujá, mas o gosto é totalmente diferente.

A Marymount School de Medellín é muito diferente do que estamos acostumados no Brasil, aqui, é permitido o uso de celulares e computadores para auxílio na execução de atividades, no final de cada aula, os alunos que se retiram da sala ao invés de ser o professor, como no Brasil. Outra curiosidade é o tempo de duração das aulas, que são de uma hora e meia.

Como estamos aqui há pouco tempo, ainda não conhecemos muitas coisas, mas a experiência já está sendo maravilhosa, espero ainda ver vários museus, monumentos e provar muitas comidas!!

Novas experiências em Londres!

Olá pessoal!!

Quem fala aqui é a Beatriz, de Vitória. No domingo tive a oportunidade de ir para Kingston com a Júlia e Freddie. Fomos para la com a intenção de passar o dia e aproveitar de forma tranquila depois da nossa ida a Londres que foi bem agitada. Já estamos bem adaptadas a tudo. Já sabemos andar direitinho por aqui. Nesse dia fomos em algumas lojas e almoçamos por lá. Nossa experiência aqui está sendo de grande crescimento pessoal e amadurecimento. Tomamos nossas próprias decisões e organizamos nossas coisas, ou seja, temos a liberdade e autonomia de administrar questões importantes que levaremos para nossa vida toda.

Durante a semana continuamos com nossa programação normal, com exceção de quarta-feira porque visitamos o Hampton Court Palace. Tivemos a oportunidade de presenciar no fim da tarde um lindo pôr do sol para fechar nosso dia maravilhoso.






Hoje pudemos desfrutar de uma aula de yoga, que é uma das atividades extracurriculares que a escola nos proporciona, assim como a aula de zumba que tivemos o prazer de participar recentemente.
Quando estávamos a caminho da aula de yoga, que é realizada em uma sala no ginásio da escola, notamos que algumas áreas da escola estão interditadas e a superfície está cheia de sal porque está previsto que vai nevar bastante de hoje para amanhã devido a uma frente fria que está chegando em Londres.

Não quero acreditar que daqui a 15 dias estaremos embarcando de volta para o Brasil. Essa rotina, os amigos que fizemos, a escola, os profissionais, a cidade e o clima vão fazer muita falta!!




Sem dúvidas essa é uma experiência que eu indicaria para qualquer pessoa que queria ter um crescimento tanto pessoal quanto acadêmico, uma pessoa que queria expandir os horizontes e conhecer a diversidade que o mundo nos proporciona.

Para melhorar ainda mais meu dia eu e Ana fomos chamadas pela professora de matemática para participar de uma olimpíada de matemática aqui do Reino Unido. Essa será uma grande oportunidade para a gente!!

É um grande privilégio fazer parte desse grupo de meninas maravilhosas tendo essa experiência inesquecível!

Como tudo começou...

           O primeiro dia da nossa jornada já foi maravilhoso! Quando chegamos no aeroporto, nossas famílias não poderiam estar mais animadas. Ficavam dando tchau pelo vidro da área de bagagem, e nos acompanhando por lá até sairmos e finalmente nos abraçar! Logo de cara, nos levaram para conhecer um restaurante de comida colombiana, e eu e Marina concordamos que nesse ponto, estamos no país certo!



           Durante a semana, tivemos praticamente todas as aulas. A escola é muito grande e estruturada, e o intercâmbio cultural é realmente maravilhoso, principalmente nas aulas de português, em que estudam a versão brasileira do idioma, o que é bem divertido para nós, que acabamos ajudando bastante o professor.

           As aulas de espanhol à tarde, ao mesmo tempo que nos ajuda bastante, são bem divertidas. As fazemos com duas professoras, e mais duas meninas do ensino médio. Nos apresentam bastante da cultura colombiana, como comida, música, e pontos turísticos.

         Minha parte favorita da escola é com certeza o que chamam de “Centro de Conhecimento”, que é uma grande junção de duas bibliotecas (para crianças e adolescentes), laboratórios de informática, reprografia, e salinhas de estudo extremamente aconchegantes.



            No primeiro dia, já vi um ensaio da competição escolar “Song & Dance”, que é simplesmente incrível! Consiste em as meninas fazerem um musical com scripts em inglês, esse ano com tema de deuses, e apresentarem em um teatro. O nível é impressionante, me senti na Brodway.

          As meninas são todas muito gentis, e os professores também, além de que todos sempre tem curiosidade de aprender um pouquinho da nossa cultura também além de nos ensinar a deles! A escola também nos fez sentir muito bem-vindas! As famílias estão sendo incríveis, e muito pacientes, nos ajudando cada vez mais a melhorar o espanhol e também aproveitando para aprender um pouquinho de português.

           É uma oportunidade que todos que tiverem, realmente não deveriam desperdiçar, porque é realmente única!

Luiza Nicchio de Carvalho e Silva (1ª série B/ 8º grado C) - CSCM Brasília